sexta-feira, 15 de junho de 2018

Jaki Byard

(Worcester, Massachusetts, 15 de junho de 1922)


Jaki Byard foi, sem dúvida, o pianista mais versátil do jazz, embora também tocasse trompete e fosse um excelente saxofonista tenor. Nasceu e cresceu durante a era de ouro e, embora mais jovem que Duke Ellington, ele abraçou, assim como seu antecessor, todas as mudanças pelas quais o jazz passou, desde suas origens em Nova Orleans até a era da improvisação livre. Byard, em um único concerto solo, revelava seu domínio verdadeiramente impressionante dos estilos como o R & B, o stride, o swing, o funk, o blues, o honky tonk e os arpejos extremos de Art Tatum. Mas o estilo de Byard era completamente seu, desenvolvido desde seus primeiros dias com o saxofonista maestro Earl Bostic no final dos anos 40 e início dos anos 50. 

Depois de deixar Bostic, ele tocou com os trompetistas Herb Pomeroy e Maynard Ferguson até ganhar, em 1962, um lugar na lendária banda de Charles Mingus, juntamente com Eric Dolphy. Foi uma de suas realizações notáveis. Até 1972, ele lançou uma série de álbuns com uma seção rítmica que incluía o baixista Richard Davis e o baterista Alan Dawson. Byard tornou-se um educador no início dos anos 70, depois de outra colaboração com Mingus, ensinando em Harvard e em várias outras instituições de música. Ele continuou tocando e gravando, principalmente em cenários de solo e pequenos grupos, mas também liderou duas grandes bandas - uma composta de alguns de seus alunos e outra de músicos profissionais. Sua morte, com um único tiro em sua casa, continua sendo um mistério não resolvido.

Do álbum 'Sunshine of my soul' (1967)

Jaki Byard - piano
David Izenson - baixo
Elvin Jones - bateria

Jaki Byard - Chandra


Jazz Piano Workshop, Berlim, 1965

Jaki Byard - piano
Reggie Workman - baixo
Alan Dawson - bateria

Nenhum comentário:

Postar um comentário