segunda-feira, 14 de maio de 2018

Sidney Bechet

(Nova Orleans, Luisiana, 14 de maio de 1897)


Sidney Bechet e seu compatriota Louis Armstrong, o mais lembrado músico de jazz, cresceram na mesma cidade, mas o ambiente de suas casas eram mundos separados. Armstrong cresceu em extrema pobreza, Sidney Bechet, que era de ascendência crioula, cresceu em um ambiente de classe média. Sidney Bechet, o imortal quase esquecido, foi o primeiro solista importante nos registros da história do jazz. O primeiro músico de jazz internacional, Bechet era praticamente desconhecido na América. Um saxofonista soprano e clarinetista brilhante, cujo estilo não evoluiu muito ao longo dos anos, mas ele nunca perdeu o entusiasmo e a criatividade. Um mestre na improvisação individual e coletiva dentro do gênero de jazz de Nova Orleans. Ao longo de sua vida, Sidney Bechet nunca teve a disciplina necessária para tocar em uma banda normal, ele sempre preferiu ser um solista. Grande parte de sua carreira foi no exterior. Grande parte da sua vida foi na França onde era uma grande celebridade e um herói nacional onde o chamavam carinhosamente de ‘Le Dieu’. E muitas de suas composições são inspiradas por seu amor a este país onde seus talentos especiais foram plenamente reconhecidos, enquanto nos EUA nem sabiam quem ele era. 

Do álbum 'The Fabolous Sidney Bechet' (1953)

Sidney Bechet - sax soprano
Jonah Jones - trompete
Buddy Weed - piano
Walter Page - baixo
Johnny Blowers - bateria

Sidney Bechet - All Of Me



Cannes Jazz Festival, 1958

Sidney Bechet - clarinete, sax soprano
Sammy Price - piano 
Arwell Shaw - baixo
Roy Eldridge - bateria
Teddy Buckner - trompete
Vic Dickenson - trombone

Sidney Bechet - Once in a while

Nenhum comentário:

Postar um comentário