domingo, 22 de abril de 2018

Paul Chambers

(Pittsburgh, Pensilvânia, 22 de abril de 1935)


Um dos melhores baixistas Paul Chambers foi um dos primeiros solistas do instrumento. Ele cresceu em Detroit, onde fazia parte da fértil cena do jazz local. Depois foi para Nova York, onde tocou com o quinteto do trombonista Kai Winding. E depois como membro do quinteto de Miles Davis, participando de praticamente todas as gravações clássicas destacando-se os álbuns 'Workin', 'Milestones', 'Kind of Blues' e 'Sketches of Spain'. Com Coltrane, participou das gravações de 'Blue Train', 'Soultrane' e 'Giant Steps'. Performances como essas abriram caminho para que mais instrumentistas pudessem utilizar o baixo como solo. Quando saiu, 'Mr. PC', como John Coltrane o chamava, tocou com o trio do pianista Wynton Kelly até a sua morte. Chambers, que era um acompanhante consistentemente inspirado e um excelente solista, fez muitas gravações também com Sonny Rollins, Cannonball Adderley, Donald Byrd, Bud Powell e Freddie Hubbard. Mas na segunda metade dos anos 60, sua saúde já precária pelo uso de drogas o afastou das gravações e da criatividade como artista. Chambers faleceu vitimado pela tuberculose aos 34 anos. 

Seguindo os passos do baixista Jimmy Blanton que morreu tragicamente aos 22 anos de idade, Chambers transcende completamente o alcance de seu instrumento nesta incrível gravação de 1956. Se você acha que o baixo é usado exclusivamente como uma ferramenta para a seção rítmica, repense. Chambers lidera este quarteto de estrelas com um magnífico desempenho.

Do álbum 'Bass on Top' (1956)

Paul Chambers - baixo
Hank Jones - piano
Kenny Burrell - guitarra
Art Taylor - bateria

Paul Chambers Quartet - Dear Old Stockholm

Nenhum comentário:

Postar um comentário