sábado, 17 de março de 2018

Nat King Cole

(Montgomery, Alabama, 17 de março de 1919)


Nat King Cole conseguiu ser uma figura de grande controvérsia durante seus 30 anos como músico profissional. Desde o final dos anos 40 até meados dos anos 60, ele foi um cantor de sucesso, compartilhando com Frank Sinatra uma carreira que abrangia discos de sucesso, turnês internacionais, programas de rádio e televisão e aparições em filmes. Mas, ao contrário de Sinatra, ele foi durante uma década um famoso pianista de jazz, liderando seu próprio grupo. Estranhamente, essa foi a fonte de controvérsia. A transição de Cole do jazz para o pop durante um período em que o próprio jazz estava se tornando menos popular e isso foi visto como traição. Ao mesmo tempo, como artista afro-americano proeminente durante uma era de mudanças seus esforços de integração, que incluíam processar hotéis que se recusaram a admiti-lo e se mudar para um bairro previamente branco em Los Angeles, incitou a inimizade dos racistas. Tido como herdeiro de Earl Hines em um período de 20 anos, foi  suficiente para classificá-lo atrás apenas de Sinatra como o cantor pop mais bem sucedido de sua geração. Nat foi um dos primeiros negros a ter um programa semanal na rádio e, no princípio dos anos 50, já era internacionalmente famoso. '(I Love You) For Sentimental Reasons' tornou-se o primeiro single de Cole. Um ano depois Cole gravou 'Nature Boy', uma balada filosófica incomum. Pelo seu hábito de fumar diariamente três maços de cigarro, Cole acabou a sua carreira muito cedo, por causa dum cancro na garganta. Apesar de ter se tornado mundialmente famoso com o seu canto, foi no piano e com o seu trio que influenciou o mundo do jazz. 

Nat King Cole - I Love You For Sentimental Reasons

Nenhum comentário:

Postar um comentário