sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Leny Andrade

(Rio de Janeiro, 26 de janeiro de 1943)


Leny Andrade é considerada por muitos a maior cantora de jazz brasileiro. Estreou profissionalmente como crooner aos 15 anos. Começou sua carreira cantando em boates, morou cinco anos no México e passou boa parte de sua vida vivendo nos Estados Unidos e Europa. Cantou com o trio de Sergio Mendes, Pery Ribeiro e o Bossa Três. Enveredou pelo samba de vanguarda nos anos 70, voltando ao samba-jazz no final da década. Leny se mostrava cada vez mais uma profissional e brilhou com parcerias com João Donato e Dick Farney firmando-se como a maior cantora brasileira de jazz, conhecida por sua notável capacidade de improvisação. Nas décadas de 80 e 90 dividiu-se entre o Brasil e os Estados Unidos, onde gravou vários discos de samba-jazz. O estilo eclético de Leny Andrade é uma síntese do samba e do jazz.

Neste álbum, dedicado ao maravilhoso trabalho de composição de Cartola, o mestre compositor de samba dos morros humildes do Rio, e um dos compositores urbanos mais importantes do Brasil, Leny Andrade explora uma abordagem mais nostálgica e melancólica dos clássicos de Cartola. É uma recriação em estúdio, longe das raízes populares do samba dos morros e seu tratamento percussivo. Junto com muitas das obras mais importantes do compositor, o álbum é valioso também pelos músicos que tocam nele: o pianista Gilson Peranzzetta; Luizão Maia, o antigo baixista de Elis Regina e que teve um acidente vascular cerebral após a gravação deste álbum; o saxofonista Zé Nogueira; Paulinho Trompete e Serginho Trombone, entre outros. 

Do álbum 'Cartola 80 anos' (1987)

Vocal - Leny Andrade
Piano - Gilson Peranzzetta
Baixo - Luizão Maia
Sax - Zé Nogueira
Trompete - Paulinho
Serginho - trombone

Leny Andrade - Amor proibido

Nenhum comentário:

Postar um comentário