domingo, 4 de março de 2018

Barney Wilen

(Nice, França, 4 de março de 1937) 


Sua mãe era francesa, seu pai um americano, dentista inventor bem sucedido. Barney Wilen cresceu na Riviera Francesa  que a família deixou durante a Segunda Guerra Mundial, mas retornou após a sua conclusão. De acordo com próprio Wilen, ele foi convencido a se tornar músico por um amigo de sua mãe, o poeta Blaise Cendrars. Ainda adolescente, começou a tocar, e tocou por muito tempo, em um clube de jazz em Nice. Na década de 1950 foi para Paris e tocou com Bud Powell, Benny Golson e Miles Davis no Clube St. Germain. Sua reputação emergente teve um impulso em 1957, quando participou da trilha sonora composta por Miles Davis para o filme 'Ascenseur Pour L'Echafaud', um filme francês de 1958, do gênero suspense, dirigido por Louis Malle. Dois anos depois, ele se apresentou com Art Blakey na trilha sonora do filme 'Les Liaisons Dangereuses' (As Ligações Perigosas) dirigido por Roger Vadim. Influenciado pelo rock durante os anos 60 gravou o álbum 'Dear Prof. Leary' e no início dos anos 70 conduziu uma expedição fracassada de cineastas, músicos e jornalistas à África para documentar a música dos pigmeus. Mais tarde tocou em uma banda de punk rock e fundou uma organização itinerante que levava o jazz para as pessoas que viviam em áreas periféricas. No anos 90 estava uma vez mais envolvido com o bebop em uma banda com o pianista Laurent de Wilde.

Do álbum 'New York Romance' (2000)

Sax barítono, soprano, tenor – Barney Wilen
Piano – Kenny Barron
Baixo – Ira Coleman
Bateria – Lewis Nash

Barney Wilen - Blues Walk




Do álbum 'Modern Nostalgie - Starbust Forever' (1992)

Sax tenor, soprano, alto – Barney Wilen
Piano – Olivier Hutman
Guitarra – Leonardo Ribeiro
Baixo – Gilles Naturel
Bateria – Peter Gritz
Percussão – Serge Marne

Barney Wilen - Stardust 



Toyonaka Rose Culture Hall, Osaka, Japão, 1990

Barney Wilen - sax tenor
Jacky Terrasson - piano
Gilles Naturel - baixo
Peter Gritz - bateria

Barney Wilen - No problem

Nenhum comentário:

Postar um comentário